segunda-feira, 25 de maio de 2015

A QUEM DEVEMOS ADORAR

           
A primeira coisa a determinar é o significado da palavra “adoração”. Muitos têm sua própria idéia a respeito do que ela denota; mas precisamos definir o seu conceito. 
O termo adoração geralmente se refere a atos específicos de religiosos, direcionados a um ser sobrenatural podendo ser uma divindade ou algo natural como o dinheiro, por exemplo. 
No hebraico a palavra “adoração” significa servir, prostrar-se. Para distinguir o "servir" sendo ato de adoração com o "servir" como sendo um serviço secular comum, notemos o seguinte: o "servir" como se estando adorando a algo vêm com modalidades exclusivas, tais como "servir de corpo e alma", ou seja, estar a pessoa devotando-se exclusivamente a serviço unicamente a tal deidade. Não é como um serviço secular rotineiro, mas sim, um serviço que envolve a pessoa estar obediente a sua deidade incondicionalmente. 
O brasileiro tem como característica, o ser místico, religioso por natureza, ou seja, acredita em tudo. Ele se entrega de corpo e alma a divindade que crê como sendo a solucionadora de todos os seus problemas. Para expressar bem esta verdade, existe um dito popular que fala acerca daqueles que acendem uma vela para “Deus” e outra para o “Diabo”. 
O grande dilema não é o homem adorar, se prostrar, servir, a uma divindade e sim se o está fazendo a pessoa certa, ao Deus verdadeiro. 
Acerca de 1520 A. C nascia um homem chamado Moisés, com uma missão: Libertar o povo de Israel cativo no Egito. Moisés questiona a Deus e lhe pergunta: “Eis que, quando eu vier aos filhos de Israel e lhes disser: O Deus de vossos pais me enviou a vós outros; e eles me perguntarem: Qual é o seu nome? O que lhes direi? Disse Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Disse mais: assim dirás aos filhos de Israel: “EU SOU” me enviou a vós outros.” (Êxodo 3: 13-14) 
O “EU SOU” (YAHWEH), o auto existente, o Eterno, o único Deus Criador dos céus e da terra, este sim deve ser adorado, servido de corpo e alma.
Este Deus amou o mundo de maneira tal, que deu , doou o seu único filho, Jesus Cristo, para que todo aquele que nele crer, não morra (2ª morte, morte eterna), mas tenha a vida eterna. (Jo 3.16). 
Lembre-se que em nenhum momento me referi ao termo “religião” e isto é segundo plano, não tem a maior importância se não crermos na bíblia, como sendo a Palavra inerrante de Deus, o manual do fabricante, a bússola que nos norteará aos caminhos mais profundos e eternos. 
E porque devo “ADORAR” somente a Jesus? Por que Ele exige exclusividade (Is 42:8; Tg 4: 4-6; Jo 3:18, 8: 32-36, 14:6; Lc 16.13) e a bíblia diz que Ele é o único mediador entre Deus e o homem (I Tm 2.5) e também o único que pode nos garantir a vitória sobre o nosso maior inimigo, a morte. A bíblia diz que assim como Ele ressuscitou, ressurgiu dentre os mortos, nós também o que crermos, ressuscitaremos juntamente com Ele, esta é a nossa maior recompensa, por isto vale a pena “ADORÁ-LO EXCLUSIVAMENTE” com todo o nosso ser. (I Co 15) 
Soli Deo Glória 
Juvenal M. de Oliveira Netto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto

Sou casado com Nilcéia e temos duas lindas filhas. Me alistei no Exército de Cristo a cerca de 25 anos atrás. Desde então meu alvo é agradá-lo em tudo o que faço. Meu maior prazer é anunciar as boas notícias do Senhor Jesus. Autor do livro "CRIANDO RAÍZES - Amadurecendo Espiritualmente".