sexta-feira, 26 de agosto de 2016

JESUS, O NOSSO MODELO DE PASTOR

Realmente o Senhor Jesus Cristo é o nosso modelo de Pastor. Ele deu a Sua vida por nós na cruz (João 15.13,14). Andou por toda a parte fazendo sempre o bem. Ele era manso e humilde de coração (Mt 11.29). Andava entre os párias, alijados da sociedade, e entre os religiosos para lhes pregar o Reino de Deus, a soberania de Deus no coração do homem. O Mestre chamou homens comuns para um trabalho extraordinário. Deu-lhes uma formação continuada. Treinou-os para reproduzirem vidas. Jesus não só os chamou, como também teve uma rica convivência com eles. Não é possível ter um ministério bem-sucedido sem conviver com as ovelhas de Jesus. Sem ser sal da terra e luz do mundo (Mt 5.13-16). É necessário andar entre as pessoas, abraça-las com o amor, a pureza e a ternura de Cristo.
O Senhor era possuído de compaixão pelos pecadores perdidos. Realizou milagres debaixo da soberania do Pai. Curou a todos os que precisavam ser curados. Sempre foi um excelente ouvinte e expositor das Escrituras. A Sua Palavra era proferida na hora certa. No curto tempo de vida aqui na terra e no limitado espaço geográfico, o Mestre fez uma revolução. Ele nos deu a Grande Comissão (Mt 28.18-20). Multiplicou pães e peixes. Deu-nos ordem para que alimentarmos as pessoas com a Palavra e com o pão. Fez o maior de todos os convites: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos e eu vos aliviarei” (Mt 11.28-30). Ele nos conferiu uma missão integral, isto é, atender com amor as necessidades de todo o homem, do homem todo e em todo o lugar.
O Mestre não fez promessas enganosas. Ele deixou claro que segui-lo e servi-lo implica em renúncia, em estar com Ele às raias da morte (Mt 16.24-27). Não é possível ser discípulo de Jesus sem tomar a cruz e segui-lo. O Senhor Jesus, o nosso modelo de pastor, sempre foi coerente. Na verdade, Ele morreu de coerência. Na perspectiva da Trindade, Jesus era obediente ao Pai. O Cordeiro manso e que foi para a cruz com o objetivo de nos substituir, derramando o Seu sangue para nos salvar plenamente.
O Senhor nunca se acomodou diante dos desafios do Seu ministério. Ele sempre aproveitou cada oportunidade para cumprir a missão que lhe foi confiada pelo Pai. Levou sobre Si as nossas enfermidades e as nossas dores (Is 53.4,5). O Seu compromisso com o Pai era buscar e salvar o perdido (Lc 19.10). Ele estava focado nessa missão estupenda. O Mestre tem nos tem chamado para um compromisso com Ele. Não podemos olhar para trás, mas devemos avançar, olhando para Jesus, o Autor e o Consumador da fé (Hb 12.2). Como 100 % homem perfeito, sem pecado, no poder do Espírito Santo, Jesus enfrentou e venceu o maligno (Mt 4.1-11). Nele somos mais que vencedores (Rm 8.37).
Nós, pastores, devemos sempre olhar para Jesus como o nosso modelo de obediência, consciência de missão, compromisso com o Reino, compaixão, amor, justiça, verdade, santidade, humildade, simplicidade, mansidão, renuncia, visão, empatia, graça, aceitação, perdão, celebração, disciplina e compromisso com a formação de pessoas. Ele é o nosso modelo de líder-servo. Ele deixou claro o seguinte: “O Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a Sua vida em resgate de muitos” (Mt 20.28).
Pastor arrogante, frio, profissional, ciumento, invejoso, politicamente correto, ganancioso, brigão, nervoso, destemperado, violento, acomodado, preguiçoso, ávido por cargos, apreciador de pódio, não tem nada a ver com o Pastor Jesus Cristo. Está na contramão do Mestre. O líder, cujo modelo é o Senhor Jesus, está comprometido com a excelência em tudo o que faz. Ele não se contenta com o bom, porque sabe que este é inimigo do ótimo. A maior aspiração do pastor autêntico, chamado por Deus, é parecer-se com o Supremo Pastor.
Jesus é o modelo do pastor autêntico, comprometido com a pregação do evangelho da cruz. Que ama a igreja de Jesus. Que ora, contribui e trabalha fortemente para a expansão do Reino de Deus em toda a terra. O pastor deve olhar para o zelo de Jesus. A agenda do Mestre era marcada pela vontade do Pai. A nossa agenda deve ser determinada pelo Senhor Jesus, pelos Seus ensinos e pelo Seu exemplo. Sigamos os passos de Jesus Cristo, nosso Supremo Pastor, até que Ele volte. Maranata, Senhor Jesus!

Pr. Oswaldo Luiz Gomes Jacob
Pastor da Segunda Igreja Batista em Barra Mansa – RJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto

Sou casado com Nilcéia e temos duas lindas filhas. Me alistei no Exército de Cristo a cerca de 24 anos atrás. Desde então meu alvo é agradá-lo em tudo o que faço. Meu maior prazer é anunciar as boas notícias do Senhor Jesus, sendo um profeta (aquele que fala em o nome do Senhor) para esta geração.