sexta-feira, 16 de outubro de 2015

ALGUMAS RAZÕES PELAS QUAIS DEVEMOS NOS RENDER A CRISTO



Para nós brasileiros é praticamente impossível encontrar alguém que nunca ouviu falar a respeito de Jesus Cristo, com exceção de algumas tribos indígenas. Muitas pessoas já ouviram falar acerca Dele e do plano de Deus para salvar a humanidade, entretanto, a reação de grande parte destas pessoas ao serem arguidas se querem entregar-se à Cristo é não. As pessoas tem uma ideia muito equivocada em relação ao cristianismo, pois veem como algo muito laborioso. Pensam sempre no que terão que deixar e nunca no que conquistarão. Tentarei apresentar alguns motivos, dentre os milhares existentes, pelos quais devemos nos render a Cristo.
1º - Toda a raça humana possui no seu DNA a necessidade de uma divindade, de um ser superior para se relacionar. O grande problema é que muitos buscam a um deus errado, inexistente.   O Apóstolo João começa a falar sobre Jesus em seu livro, dando ênfase que Ele não é um ser comum, afirmando o seguinte: “No princípio (Ele) era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.” (Jo 1.1). Jesus é o único Deus digno de ser adorado, reverenciado, aclamado, exaltado e magnificado. João ao utilizar a palavra “Verbo” estava querendo mostrar para toda a humanidade que Jesus tinha, tem e sempre terá o poder da “Palavra”, quando ele fala, tudo acontece, todas as coisas terão que se submeter a sua autoridade e somente um Deus com “D” maiúsculo possui tal atributo (Mt 8.27; 28.18).
2º - Só ele pode oferecer ao homem a verdadeira paz (Is 9.6; Jo 14.27). A paz que o mundo oferece é momentânea e baseada em eventualidades, não obstante, a paz que Ele oferece independe de circunstâncias, ou seja, poderei dizer como Davi: “Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, pois tu estás comigo...” (Sl 23.4).
3º - Só Ele pode, definitivamente, oferecer o amor perfeito. O seu amor é incondicional, prova disto é o relato feito por Lucas de um ladrão que estava sendo crucificado com Ele; que se arrependera nos últimos momentos de vida e Jesus o amou, perdoando os seus pecados e concedendo-lhe o direito de estar com Ele no paraíso (Lc 23. 39-43). O Apóstolo Paulo diz que Jesus provou o seu amor para com toda a humanidade, quando se ofereceu para morrer na cruz em resgate de todos os pecadores (Rm 5.8).
4º - Ele jamais nos deixará sozinhos, garantiu que estaria conosco todos os dias até a consumação dos séculos, sempre presente em toda e qualquer situação (Mt 28.20).
5º - Prometeu que não permitiria que fôssemos tentados além daquilo que podemos suportar, ou seja, a vitória, com Ele, estaria sempre garantida (1Co 10.13).
6º - Prometeu que sempre renovaria as nossas forças e o nosso ânimo a fim de podermos cumprir com a nossa missão (Mt 11. 28-30).
7º - Afirmou que transformaria toda a nossa tristeza em alegria, quis dizer com isto que apesar dos momentos de pranto e de dor que, porventura, venhamos a ter que passar neste mundo, no final de tudo, Ele enxugará de nossos olhos toda a lágrima para sempre (Jo 16.20; Ap 21.4).
8º - Garantiu fidelidade a todos nós, ainda que em algum momento nos tornemos infiéis para com Ele (2Tm 2.13). Com isto Ele está afirmando que as suas mãos sempre estarão estendidas para nos reerguer quando tropeçarmos e cairmos, sempre disposto a nos conceder uma segunda chance.
9º - Empenhou a sua palavra em que todo aquele que lhe buscasse, jamais o desprezaria ou o lançaria fora (Jo 6.37).
10º - Curou muitos enfermos e fez muitos milagres, sempre dando ênfase que a fé e a perseverança destas pessoas teriam sido cruciais para que Ele atendesse as suas súplicas (Jo 11.40; Hb 11.6; Mt 9.22; Lc 18.42).
11º - Somente através Dele poderemos ser reconciliados com Deus (Jo 3.18, 14.6; 1Tm 2.5; 2Co 5. 18-19), ter todos os nossos pecados cancelados (Cl 2.13-14) e a oportunidade de termos os nossos nomes escritos no Livro da Vida, que é a garantia de estarmos com Ele nos céus (Ap 22.14). Paulo inspirado pelo Espírito Santo, afirma que nenhum sofrimento do mundo presente poderia ser comparado com a glória que haveria de ser revelada a cada um de nós (Rm 8.18).
É bem verdade que nunca receberemos um atestado de imunidade ao sofrimento, à dor ou receberemos um tratamento diferenciado das demais pessoas por estar com Ele, mas temos a garantia de que, assim como Ele sofreu, morreu, mais ao terceiro dia ressuscitou, nós também ressuscitaremos juntamente com Ele no último dia (1Co. 15). Portanto, quero afirmar com toda a convicção do mundo: “Vale a pena ser um seguidor de Cristo”.
Soli Deo Glória
Juvenal Mariano de Oliveira Netto

2 comentários:

  1. Excelente postagem, meu irmão! (Como sempre) Vou fazer apenas uma pequena colocação...no início o irmão fala que é praticamente impossível encontrar no Brasil alguém que nunca ouviu falar de Jesus Cristo. Quem dera fosse verdade! Tenho viajado em trabalho missionário em nosso país e lhe afirmo que temos MUITAS áfricas em nosso interior e milhares de pessoas que ainda não ouviram as Boas Novas. Oremos e preguemos, enquanto ainda há tempo. Paz!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado amado pelo comentário. Sua participação enriquece e nos ajuda a propagar a mensagem de Cristo.

    ResponderExcluir

Quem sou eu

Minha foto

Sou casado com Nilcéia e temos duas lindas filhas. Me alistei no Exército de Cristo a cerca de 24 anos atrás. Desde então meu alvo é agradá-lo em tudo o que faço. Meu maior prazer é anunciar as boas notícias do Senhor Jesus, sendo um profeta (aquele que fala em o nome do Senhor) para esta geração.