domingo, 20 de dezembro de 2015

NATAL: QUAL O SENTIDO PARA VOCÊ?




A reunião para celebrar a data natalícia de uma pessoa é algo que faz parte da cultura da humanidade.  Quem é que não gosta de ser lembrado durante o seu aniversário, não apenas com o intuito de receber algum tipo de presente, mas para receber amor, carinho, tendo a presença das pessoas que ama ao seu lado.
Quantas festas de aniversário você já não presenciou? Festas com os mais variados temas, formas e estilos; algumas regadas a comidas e bebidas, já outras mais simples e singelas. Será que existe algo neste tipo de festa que seja imprescindível? Talvez alguém se arrisque em dizer: O bolo e as guloseimas são indispensáveis; alguns dirão: Não, são os convidados; outros afirmarão: Não pode ter festa de aniversário sem os presentes.
Tudo isto é importante numa festa de aniversário, mas só há uma coisa que é imprescindível para que ela aconteça, a presença do aniversariante; sem ele não há razão para ela, para celebração, para reunir a família e os amigos, para comermos e bebermos ou darmos presentes.
Ninguém sabe ao certo qual o dia exato do nascimento de Jesus, de acordo com os estudiosos da Bíblia, dezembro seria a data menos provável, entretanto, foi a data acolhida pela humanidade para lembrar e celebrar o seu nascimento, vinte e cinco de dezembro.
Existe nos dias atuais uma enorme multidão de pessoas equivocadas quanto ao verdadeiro sentido para as comemorações referentes a esta data. Para que esta festividade venha a ter sentido não basta ter uma mesa farta; ter a família toda reunida, com pessoas que ficaram o ano inteiro sem demonstrar amor e carinho umas pelas outras e que acabam aproveitando esta data para fazê-lo; não basta haver trocas de presentes, alguns muito caros adquiridos a preço do endividamento do presenteador para se manter uma tradição; não basta fazer caridade ofertando aos mais pobres como se eles só vestissem e comessem durante o mês de dezembro, e o resto do ano?
As celebrações do Natal só terão sentido a partir do momento em que as pessoas reconheçam a presença do aniversariante como algo imprescindível para a realização desta festa. O Papai Noel é uma figura meramente fictícia criada pelos grandes empresários a fim de aquecer o comércio e não tem absolutamente nada a ver com o Natal.
Talvez alguém considere isto impossível devido ao fato deste aniversariante não estar mais em nosso meio em forma corpórea, todavia, a Bíblia diz que Ele nasceu, morreu, mas ao terceiro dia ressuscitou dentre os mortos, ou seja, Ele está vivo (I Co 15.20). Jesus certa feita afirmou para os seus discípulos que onde estivessem dois ou três reunidos em seu nome, ali Ele estaria presente (Mt 18.20).
Portanto, a comemoração do Natal só terá validade se o aniversariante estiver presente. Lembrando que este aniversariante não está preocupado com o tamanho da festa, com os valores dos presentes, muito menos com o poder aquisitivo, cor, raça, nível sociocultural de seus convidados. O que mais importa para este aniversariante é ver pessoas que o reconheçam como Senhor e Deus, único digno de ser adorado, exaltado. Pessoas que não abram mão de sua presença. Se você quer presenteá-lo nesta data festiva, saiba que o único presente que o satisfará por inteiro é a entrega total de sua vida a Ele, se tornando um instrumento vivo em suas mãos a fim de propagar as boas novas do seu evangelho a todas as pessoas que ainda não o conhecem. Afinal de contas foi por mim e por você que Ele se entregou, voluntariamente, a morrer numa cruz a fim de reconciliar o homem novamente ao Criador. A Ele seja dada toda honra, toda a Glória  e todo o louvor pelos séculos dos séculos. Amém.

Um Feliz Natal para Todos os meus amigos.

Juvenal e família.

Um comentário:

  1. Cremilson Meirelles22 de dezembro de 2015 18:24

    Muito bom! De fato, sem Cristo a celebração natalina perde o sentido. Ele deve ser o centro da festa e de nossas vidas.

    ResponderExcluir

Quem sou eu

Minha foto

Sou casado com Nilcéia e temos duas lindas filhas. Me alistei no Exército de Cristo a cerca de 25 anos atrás. Desde então meu alvo é agradá-lo em tudo o que faço. Meu maior prazer é anunciar as boas notícias do Senhor Jesus. Autor do livro "CRIANDO RAÍZES - Amadurecendo Espiritualmente".