sexta-feira, 3 de março de 2017

OS FRACASSOS DOS HOMENS NÃO SIGNIFICAM O FRACASSO DE DEUS




            Um dos programas televisivos quem vem batendo recordes de audiência há anos e geradas verdadeiras fortunas para a Rede Globo é o “Big brother”. O segredo de tanto sucesso é o interesse exacerbado das pessoas em acompanhar bem de perto o comportamento alheio. As pessoas se preocupam tanto com a vida dos outros que inúmeras vezes se esquecem de olhar para si e corrigir os seus próprios erros.

            Em meio a este pluralismo religioso em que vivemos o que não faltam são as matérias de capa envolvendo escândalos por parte de pastores, bispos, padres e demais líderes religiosos. Em todas as áreas da sociedade existem pessoas que transgridem periodicamente as leis, entretanto, esta categoria de pessoas é muito mais exigida pelo fato de ensinarem os mandamentos divinos. Todos ficam estupefatos como se estes homens não fossem humanos, ou seja, imunes a qualquer tipo de erro ou falha. Este cobrar dos outros; exigir a perfeição no outro; ser intolerante com a corrupção do outro, acontece também nos bastidores da vida. Pessoas que ficam com uma luneta a fim de detectar uma pequena falha no seu vizinho. Em se tratando de religião o rigor é ainda maior. Existem os críticos de plantão que fazem questão de disseminar uma notícia negativa que envolva algum religioso, principalmente, aqueles que possuem alguma posição de destaque.

            A intenção aqui não é a de tentar encobrir os erros cometidos pelos religiosos, mas, esclarecer que Deus não tem, absolutamente, nada a ver com estes fracassos. A cada postagem ou matéria com teor pejorativo divulgada nas redes sociais envolvendo pessoas que professam uma fé, proporcionalmente, crescem os índices de pessoas se dizendo desacreditar na religião; pior do que isto acaba transferindo para Deus toda a sua frustração como se Ele fosse o verdadeiro culpado. Por que Deus permitiu tal escândalo? Porque não removeu tal líder antes? Por que me deixou ser enganado?

            Cada vez que leio a Bíblia fico maravilhado porque em nenhum momento Deus esconde as fraquezas dos homens. Ele chama o Rei Davi de “o homem segundo o seu coração”, não obstante, não omite os deslizes cometidos por ele, e, olha que foram coisas muito sérias. (Atos 13.22; 2 Samuel 12).

            Nada foge ao controle de Deus. Ele reina sobre tudo e sobre todos (Salmos 24.1). A Bíblia mostra a realidade de um Deus Todo-poderoso, infalível, invencível, que não precisa pedir conselhos a ninguém; que age como quer e sabe como fazer todas as coisas; que jamais fracassará (Ex 15.18; Salmos 146.10; Apocalipse 11.15). Existe um episódio narrado na Bíblia que distingue muito bem a questão dos fracassos dos homens e o poder infinito do Deus que o invocam. Os filhos do sacerdote Eli, Hofni e Finéias, estavam vivendo dissimuladamente e fazendo coisas reprováveis aos olhos de Deus. Ele permitiu que o povo perdesse a batalha para seus inimigos, os filisteus. Israel voltou novamente, agora levando a Arca, que simbolizava a presença do próprio Deus, acreditando que com ela eles venceriam. Não apenas foram derrotados novamente, como a Arca fora levada pelos inimigos. Os filisteus a puseram dentro do templo do seu deus, chamado Dagom. No dia seguinte a estátua de Dagom, diante da Arca, estava caída sem a cabeça e as mãos. Os filisteus ficaram apavorados e, às pressas, depois de serem vitimados por tumores, mandaram de volta a Arca, reconhecendo que foram capazes de vencer a Israel, mas não ao seu Deus.

            Por conseguinte, não se apostate da fé por causa dos escândalos, até porque eles já foram previstos pelas Escrituras, nem se deixe influenciar pelas coisas erradas que algumas pessoas fazem mesmo estando dentro das Igrejas. Olhe somente para Jesus, autor e consumador da nossa fé, nele eu e você podemos confiar sempre. Ele jamais nos decepcionará (Hebreus 12.1-2; Filipenses 3).

 A Deus toda a glória!!!

Juvenal Mariano de Oliveira Netto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto

Sou casado com Nilcéia e temos duas lindas filhas. Me alistei no Exército de Cristo a cerca de 24 anos atrás. Desde então meu alvo é agradá-lo em tudo o que faço. Meu maior prazer é anunciar as boas notícias do Senhor Jesus, sendo um profeta (aquele que fala em o nome do Senhor) para esta geração.