terça-feira, 27 de setembro de 2016

O TEMPO NÃO PODE SARAR



Para todo o veneno existe um antídoto; para toda a enfermidade existe um remédio; para todo o vírus existe um antivírus. Lógico que não há solução para tudo na vida, sempre existem as exceções, mas o que jamais pode acontecer é utilizarmos o fármaco errado, pois além de não combater aquele mal específico, poderá causar outros ainda maiores.
Existe um tipo de câncer que não pode ser diagnosticado por nenhum oncologista, mesmo utilizando os equipamentos mais sofisticados. Diferente dos demais, este provoca uma morte lenta, silenciosa e quase imperceptível. A cura não é difícil, basta que o paciente identifique a doença a tempo. Por uma questão de cultura, muitas pessoas acabam por usar o medicamento errado; não são curadas e ainda tem o seu estado agravado.
Ninguém está imune a este mal, pois onde existem relacionamentos, sejam eles quais forem lá existirá também a possibilidade da pessoa ser infectada. Gente que se desentendeu com alguém, seja ela um amigo, parente, vizinho, etc.; gente que adoeceu pela mágoa adquirida e alimentada como um cãozinho de estimação; gente que ficou traumatizada com gente e que se isolou buscando no convívio com animais o seu escape; gente que carrega na alma as marcas desta terrível enfermidade que além de torná-la prisioneira e infeliz, acaba por fazer o mesmo com as pessoas que estão a sua volta.
A maioria das pessoas que enfrentam este problema acredita que o tempo conseguirá apagar, arrancar a mágoa, o ressentimento e outros sentimentos nocivos a sua saúde emocional que, automaticamente, redundará em enfermidades físicas. Um grande pensador disse que a pessoa que resolve reter o perdão está tomando veneno esperando que a outra morra.
Logo, o remédio certo para combater estes males que afligem a alma é liberar o perdão. Ir até a pessoa ofensora/ofendida e buscar a reconciliação o mais rápido possível, independente de quem esteja com a razão.  O apóstolo Paulo escrevendo aos Romanos disse o seguinte:
“Se for possível, quanto estiver em vós, tende paz com todos os homens. Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira de Deus, porque está escrito: Minha é a vingança; eu recompensarei, diz o Senhor. Portanto, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto, amontoarás brasas de fogo sobre a sua cabeça. Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem” (Rm 12.18-21).

Soli Deo Glória!!!
Juvenal M. de Oliveira Netto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto

Sou casado com Nilcéia e temos duas lindas filhas. Me alistei no Exército de Cristo a cerca de 24 anos atrás. Desde então meu alvo é agradá-lo em tudo o que faço. Meu maior prazer é anunciar as boas notícias do Senhor Jesus, sendo um profeta (aquele que fala em o nome do Senhor) para esta geração.