sábado, 3 de setembro de 2016

A GRANDE COMPLEXIDADE DE TER QUE DECIDIR



O grande imperador francês Napoleão Bonaparte disse a célebre frase sobre o grande dilema de ter que tomar decisões: “Nada é mais difícil e, portanto, tão precioso, do que ser capaz de decidir”. Por mais que nos esquivemos, existem inúmeras ocasiões em que somos obrigados a decidir sobre algo, e, até mesmo quando optamos por não fazê-lo, isto também não deixa de ser uma decisão. Seria uma utopia acreditar que sempre acertaremos nas resoluções a serem tomadas. O grande problema não é errar, mas errar naquelas cruciais para o nosso êxito e felicidade, tais como: Com quem casar? Que profissão seguir? Em que igreja congregar? Onde morar? Em que ou quem acreditar? E muitas outras que influenciam maciçamente sobre o nosso futuro.
Quem ainda não passou por tal experiência? Aquele frio na barriga! Medo de errar e sofrer as consequências. Às vezes adiamos, tentamos empurrar com a barriga, mas, não tem jeito, chega o momento em que somos colocados contra a parede e precisamos decidir. Uma pessoa cristã procura compreender qual a vontade de Deus para a sua vida, pois acredita que Ele sabe o que é melhor para aqueles que o amam e que a sua visão é infinitamente maior. Quem na hora decisiva e depois de muito suplicar a Deus por uma direção não indagou: Porque é tão difícil compreender e entender a sua vontade Deus? Porque o Senhor não me dá um aviso? Não fala comigo através de sonhos? Não manda um anjo vir a mim como fez algumas vezes no passado? A resposta para tudo isto não é tão simples, mas, pode ser que Deus não haja assim conosco pelo simples fato de saber que há a possibilidade de lhe desobedecermos, mesmo diante dos sinais mais contundentes. Tente imaginar como alguém se atreveria a se aproximar dele novamente após lhe ter desobedecido? O relacionamento entre criatura e criador estaria seriamente comprometido para sempre.  
Bom, se não consigo compreender nitidamente o direcionar do Senhor para a minha vida, então, o que fazer? Que critério devo adotar? Que parâmetros empregarei para seguir na direção certa?
O livro de Provérbios trás uma afirmativa do grande sábio chamado Salomão que pode indicar o que devemos fazer nestas horas: Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos." (Provérbios 16:3; Salmos 37.5).
Consequentemente, Deus não vai mandar um anjo descer do céu a todo o momento para lhe informar qual a direção a ser seguida. O que você deve fazer é se submeter totalmente a Ele, entregar o leme do seu barco. Se assim o fizer, Ele se encarregará de conduzi-lo; Isto não significa que este seja o caminho mais fácil, entretanto, sem a menor sombra de dúvidas, será o melhor e lhe conduzirá sempre em triunfo.    

Soli Deo Glória!!!
Juvenal Mariano de Oliveira Netto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto

Sou casado com Nilcéia e temos duas lindas filhas. Me alistei no Exército de Cristo a cerca de 24 anos atrás. Desde então meu alvo é agradá-lo em tudo o que faço. Meu maior prazer é anunciar as boas notícias do Senhor Jesus, sendo um profeta (aquele que fala em o nome do Senhor) para esta geração.