sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

SAIBA QUE OS “PORÉNS” SÃO NECESSÁRIOS A VIDA DOS MORTAIS



Classificada como conjunção coordenativa adversativa, a palavra “porém”, é utilizada no inicio ou encerramento de uma oração e que, dentre outros significados, expressa uma oposição ou restringe o que foi dito anteriormente. É neste contexto que ela será empregada nesta breve meditação.
O mundo vive constantemente a procura de seus super-heróis, pessoas acima da média, com poderes sobrenaturais, capazes de resolverem o problema das grandes multidões; prova desta tese, são os inúmeros filmes nesta categoria que superlotam os cinemas e batem recordes de bilheteria em todo o mundo; este público não satisfeito com o término da fantasia contemplada, continua no seu cotidiano a busca de seu herói.
Serão citados alguns exemplos de pessoas que tiveram seus poderes restringidos pelos “poréns” da vida. A Bíblia narra a história de um homem chamado Naamã da seguinte forma:
E Naamã, capitão do exército do rei da Síria, era um grande homem diante do seu SENHOR, e de muito respeito; porque por ele o SENHOR dera livramento aos sírios; e era este homem herói valoroso, porém leproso.” (2 Reis 5.1).
O apóstolo Paulo foi considerado o maior evangelista de todos os tempos, contribuiu sobremaneira para a expansão do evangelho de Cristo por todo o mundo, homem fenomenal, porém lutava contra um obstáculo que ele mesmo o denominara de: “Seu espinho na carne”; um mensageiro de Satanás para lhe esbofetear, a fim de não se exaltar, enfim, roubando-lhe a encarnação de um suposto super-herói.
Outro homem admirável pela tamanha intimidade que tinha com Deus, chegando ao ponto de orar e pedir para que não chovesse, e durante três anos e meio não caiu chuva; orando pela segunda vez, veio a chuva sobre a terra (Tiago 5.17). Respeitado também pela sua intrepidez, o profeta Elias foi capaz de desafiar quatrocentos e cinquenta falsos profetas de sua época e vencê-los num só dia, porém fugiu diante da ameaça da esposa de um Rei e, se escondeu na caverna pedindo a morte.
Poderia citar ainda outros inúmeros exemplos de homens, inclusive fora das narrativas bíblicas, que tiveram os seus superpoderes aparentes sendo limitados, trazendo-os para o solo da igualdade, da humanidade, da falibilidade, da total dependência de um ser supremo.
Por conseguinte, os “poréns” são profundamente necessários a toda figura humana a fim de coloca-las no seu devido lugar; impedi-las de criar os seus super-heróis, também conhecidos como ídolos; viverem a todo o momento na total dependência de Jesus, oferecendo-lhe sacrifícios de louvor e adoração, ao único que é pleno, com poder irrestrito; Infalível e salvador de todos aqueles que o invocam.
Soli Deo Glória
Juvenal Mariano de Oliveira Netto


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto

Sou casado com Nilcéia e temos duas lindas filhas. Me alistei no Exército de Cristo a cerca de 24 anos atrás. Desde então meu alvo é agradá-lo em tudo o que faço. Meu maior prazer é anunciar as boas notícias do Senhor Jesus, sendo um profeta (aquele que fala em o nome do Senhor) para esta geração.